Sérgio Schaefer nasceu em Santo Cristo, RS, a 6 de outubro de 1946. Casado com Ivone Dullius, é pai de quatro filhos, Rosana, Luiz Fernando, Eduardo e Eliana. Desde 1980, reside em Venâncio Aires, RS. Graduado e pós-graduado em Filosofia, é doutor em Letras, leciona atualmente no Departamento de Ciências Humanas na Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) e no Mestrado em Letras (UNISC). >> mais


Lançamentos

São nos períodos mais turvos da história que a arte mostra todo seu vigor, importância e resiliência. Ao narrar a trajetória de um cidadão preso, torturado e humilhado por supostamente escrever cartas ofendendo o presidente, Sérgio Schaefer nos faz lembrar o quão perto estamos, no presente momento pelo qual passa o país, de um Estado e de um Judiciário com poderes absolutos sobre o cidadão.

Não espere o leitor, porém, um texto panfletário, repleto de discursos e acusações. É pela ironia, pela malemolência da linguagem, pela quase naturalidade com que as cenas são construídas que se faz a alegoria. Afinal, a história se repete, a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa.

Clique aqui para comprar

A chegada dos primeiros navegadores portugueses ao litoral da Bahia, como descrita na Carta do Descobrimento do Brasil, de Pero Vaz de Caminha, é uma longa história, literalmente. Já deu muito pano para manga, e nem se sabe direito o que foi efetivamente coberto ou descoberto (por esses panos retóricos ou linguísticos) e, afinal de contas, quem descobriu quem, e o que. É numa afirmação Mino Carta que Sérgio se inspira para sair a navegar por águas nunca dantes navegadas, as que conformam uma carta paralela à original de Caminha (o que, simbolicamente, “caminhou” em forma de palavras por sobre as águas entre dois continentes). “As histórias nunca contam as verdadeiras estórias”. Eis por que, de certo modo, sempre desconfiamos das verdades da própria história, e somos muito mais propensos a acreditar, e a apostar nossas fichas, nas verdades das “estórias”. Se a Carta de Caminha pretendeu ser História, a Carta de Schaefer faz questão de se dizer e se revelar “estória”, e assim estará livre para ver, ouvir, cheirar, apalpar, saborear, ouvir tudo o que os primeiros portugueses, contidos ou fechados em seus sentidos, não captaram. Quando a Carta de Schaefer faz que não vê ou não ouve, o leitor, sortudo, vê, ouve, sente. E descobre. Oh se descobre.

Clique aqui para comprar

Gumercindo Nunes precisa cumprir uma promessa feita ao Patrão do Universo: visitar o túmulo da santa prostituta Maria do Carmo, em São Borja. Mas o Mouro justiceiro tenta, de vários modos, impedir que o velho pampeano a cumpra. Caso o justiceiro consiga impedir, Gumercindo Nunes será preso e encafuado na penitenciária de Tibacuri.

Gumercindo Nunes e o Mouro é uma estória que tem como cenário os pampas gaúchos. Passa pela Cova do Jarau, dá em Bossoroca, alcança as ruínas de São Miguel, atravessa o povoado das Três Cruzes, toma um baita susto na Lagoa do Medo e, finalmente, entra em São Borja, lugar do cumprimento da promessa.

Clique aqui para comprar


Destaque

O Cinema Brasileiro e a Filosofia

O livro "O Cinema Brasileiro e a Filosofia" é parte de um projeto de diálogos entre a Filosofia e outras áreas da cultura brasileira. Entendemos que a Filosofia não completa seu trabalho se não é capaz de se enriquecer com o conteúdo da cultura de um país. Embora o estudo da tradição filosófica de mais de dois mil anos seja essencial, ele não pode ser o limite da atividade filosófica. Tanto a Filosofia ganha com a obtenção desses novos conteúdos culturais sobre os quais pode refletir, quanto a cultura de um país pode se beneficiar com o resultado dessa reflexão, ao tornar certas características nacionais evidentes. Assim, a ideia básica do projeto desses diálogos é alimentar a reflexão filosófica com temas do Brasil e enriquecer a consciência nacional. Este livro é o terceiro produzido com tal propósito. Ele foi precedido de "Drummond e a Filosofia" e de "Caetano e a Filosofia", e serve a dois objetivos: levar a Filosofia ao diálogo com o Brasil e possibilitar acesso de um público leitor amplo ao conhecimento filosófico.

Compre os livros na
LOJA VIRTUAL

 

site desenvolvido por wwsites